7 dicas para otimizar a gestão de clínicas de diagnóstico por imagem

gestão de clínica de diagnóstico por imagem

Sumário

gestão de atendimento

Otimizar a gestão de clínica de diagnóstico por imagem é um desafio para todos os administradores desse tipo de negócio. Afinal, é preciso reestruturar os recursos para que eles sejam utilizados sem gastar muito tempo e dinheiro.

De tal maneira, a clínica ganhará em produtividade e na parte financeira. Quer saber como isso é possível? Então, continue a leitura e confira as nossas dicas agora mesmo!

1. Ofereça um atendimento de qualidade aos pacientes

O primeiro passo para melhorar a gestão de clínica de diagnóstico por imagem é oferecer um atendimento de qualidade aos pacientes. Isso porque, para que as pessoas sejam bem atendidas, é preciso que sejam feitos investimentos em recursos que melhoram o desempenho do estabelecimento como um todo.

Exemplos disso são os recursos tecnológicos que podem ser empregados para o desenvolvimento das atividades do dia a dia. Um software de gestão serve para melhorar o atendimento, fazendo o agendamento eletrônico de exames.

Ao utilizar essa tecnologia, inicialmente para oferecer um atendimento de qualidade ao paciente, automaticamente é melhorada a gestão como um todo. Isso porque atividades deixarão de ser feitas no papel e passarão a ser feitas de forma eletrônica, o que pode evitar erros e falhas humanas.

2. Padronize os processos

Os processos precisam ser padronizados para que se tenha uma boa gestão de clínicas de diagnóstico por imagem. Aqui, mais uma vez, vemos a tecnologia como um agente transformador para esse tipo de estabelecimento.

Com os recursos tecnológicos voltados para o atendimento e para a organização da clínica, os processos precisam ser padronizados. Isso quer dizer que eles devem seguir uma sequência lógica para serem executados, sendo realizados sempre da mesma maneira.

Independentemente do colaborador que estiver executando uma tarefa, o procedimento deverá ser sempre o mesmo. Isso evita que se criem vícios e que as atividades sejam feitas de forma errada.

Um exemplo de padronização é fazer uma classificação de exames de acordo com a complexidade. Assim, será possível criar uma sequência para a realização dos testes na clínica.

3. Treine e motive os colaboradores

Para que as atividades sejam bem desempenhadas de forma otimizada, é essencial que os colaboradores se sintam motivados para executar as tarefas. Assim, recomenda-se sempre que sejam desenvolvidos programas motivacionais, como palestras, bonificações em dinheiro e outros.

Também é importante que sejam realizados treinamentos constantes, principalmente em relação às tecnologias. Se um novo software de edição é colocado na clínica, por exemplo, todas as pessoas precisam saber como trabalhar com ele.

Caso isso não aconteça, os resultados não serão eficientes. Pelo contrário, você criará um problema para a gestão e não uma solução. É por isso que eles são tão relevantes.

Os treinamentos, em alguns casos, são oferecidos pelas próprias empresas que vendem os sistemas de gestão e outros programas utilizados pela clínica. Além desses específicos, também se pode investir na educação de modo geral, fazendo parcerias com escolas técnicas e faculdades. Assim, os colaboradores poderão ter descontos ao fazer cursos livres ou de pós-graduação, por exemplo.

4. Realize a gestão financeira da clínica

A otimização está relacionada com a gestão financeira da clínica por dois motivos principais. O primeiro deles está relacionado, mais uma vez, com a tecnologia. Isso porque, ao investir em recursos tecnológicos, não se economiza apenas tempo, mas também dinheiro.

O segundo diz respeito, justamente, à questão do investimento. Para que seja possível utilizar recursos tecnológicos é preciso investir neles. A gestão financeira da clínica ajuda muito nesse sentido, uma vez que, quando o dinheiro é bem administrado, os gestores têm mais posses para fazer os investimentos necessários.

5. Gerencie as estratégias de marketing

A otimização da gestão de clínicas de diagnóstico por imagem também está relacionada às estratégias de marketing. É importante que tudo seja muito bem alinhado para que as ações publicitárias realizadas realmente tragam retorno para o estabelecimento.

Por mais que exista uma agência ou um profissional que trabalhe exclusivamente nessa área, o gestor deve acompanhar e verificar os resultados do trabalho. Para gerenciar as estratégias de marketing também existem ferramentas diversas, como as de e-mail marketing, automação de publicação nas redes sociais e outras.

Vale destacar que as estratégias de marketing podem impulsionar a sua clínica, fazendo com que ela se torne mais conhecida entre as pessoas. Assim, você terá mais pacientes e aumento na lucratividade.

6. Invista no armazenamento de dados em nuvem

As clínicas de diagnóstico por imagem também precisam investir no armazenamento de dados em nuvem. Isso garante que os processos sejam otimizados, uma vez que as informações não ficarão salvas em um computador ou em um data center da companhia, e sim em um espaço virtual coletivo.

Com a computação em nuvem é possível que os colaboradores da parte administrativa ou que executam as suas ações em escritório possam trabalhar em qualquer local. Não é preciso ocupar a sede do negócio para que alguma atividade seja realizada.

Se o gestor de uma clínica estiver em uma reunião em outra cidade, participando de um evento ou em qualquer outra situação, ele pode acompanhar o que está sendo realizado de qualquer local. Para isso, basta que se tenha acesso à internet. É por isso que o armazenamento de dados em nuvem é tão relevante.

7. Organize os dados dos pacientes

É preciso que as clínicas também tenham cuidados especiais com os dados dos pacientes. Isso é necessário para que as informações possam ser encontradas mais facilmente sempre que for preciso.

Administrar bem os dados e garantir que eles se mantenham em segurança também é um dos princípios da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Com essa legislação, as pessoas passaram a ter mais poder sobre as suas informações pessoais.

No caso de as clínicas não executarem a organização corretamente, os dados podem se perder ou ser acessados por pessoas não autorizadas. Além de causar problemas com a otimização do estabelecimento, isso também pode fazer com que sejam geradas multas e outras penalidades previstas na LGPD.

Essas são as nossas dicas para otimizar a gestão de clínica de diagnóstico por imagem. Esperamos que elas tenham sido úteis para você e que possam contribuir para o gerenciamento do seu estabelecimento de saúde.

Este post foi útil? Agora, continue se informando em nosso artigo que explica o porquê de ser interessante investir na estruturação de uma central de atendimento!

Praticas para gerenciar sua clínica
Plataforma Escallo
Veja também:
Blog Futurotec | Conteúdos criativos e exclusivos Saiba tudo sobre governança, tecnologia, criatividade e outros assuntos do meio corporativo no nosso Blog.
Você também pode gostar

Sumário

Compartilhe

Não perca nenhuma novidade! Assine nossa newsletter.
Não mandaremos spam!
REVOLUCIONE SEU ATENDIMENTO

Sumário

Obrigado 👏🏻 por assinar 🎉 nossa newsletter! 🥳