Data driven: como a análise de dados afeta diretamente seus resultados

8 minutos para ler

Faz tempo que os gestores já não precisam mais tomar decisões com base no achismo. A cultura data driven, de análise e gerenciamento fundamentados em dados, é um dos ganhos proporcionados pela tecnologia.

As empresas que desejam se destacar no mercado e ter vantagem competitiva precisam se amparar nas ferramentas integradas e digitais para fornecer dados e informações confiáveis — assim surgiram, além do data driven, outros recursos como business intelligence, big data e omnichannel.

Neste post, você vai saber o que é e como funciona o data driven, além dos benefícios de usar esse mecanismo de análise. Continue lendo para saber como implementar essa prática e obter informações mais precisas sobre a sua empresa!

O que é o data driven?

O data driven (traduzido literalmente para orientado a dados) é um conceito usado para direcionar a atuação da empresa a partir dos dados sistêmicos que, transformados em informações, auxiliam a tomada de decisão.

Esses dados são originados de tudo o que acontece na empresa, nos processos que envolvem setores, fornecedores e clientes.Tudo o que um sistema é capaz de armazenar pode ser convertido em dados e, posteriormente, em informações estratégicas. 

Assim, o funcionamento do negócio gira em torno de análises pautadas em resultados do presente, passado e perspectiva futura com base nos dados. As ações de vendas, marketing e atendimento ao cliente, por exemplo, podem ser planejadas com mais eficiência para aplicação em curto, médio e longo prazos.

Não só a tecnologia é responsável pela adoção de uma cultura data driven, mas também o comportamento do consumidor que, cada vez mais transformado, incorpora os recursos digitais no dia a dia, preferindo empresas que conseguem interagir com agilidade tecnológica.

Como funciona esse conceito na prática?

Para tomar decisões acertadas, a gestão precisa estudar profundamente a performance da empresa comparada às necessidades do cliente, e compreender se o atendimento está satisfatório o suficiente para vencer a concorrência.

São os dados resultantes do conceito data driven que permitem conhecer melhor o perfil do consumidor, para atender as exigências e corresponder às suas expectativas. O poder intuitivo e visionário dos gestores tem relevância, mas em relação às decisões, o embasamento em dados traz mais segurança.

Para que funcione corretamente, todos na empresa devem ser envolvidos e informados de que, a partir daquele momento, as decisões serão tomadas com base nas informações geradas sistemicamente a partir dos dados.

Essa é uma forma de dizer a todos que cada movimento e processo devem ser executados com a máxima atenção, para fornecer dados precisos e realistas. Independentemente de encabeçar o atendimento ao cliente, todos os setores são igualmente importantes, pois refletem a essência geral da empresa.

A participação e compreensão dos colaboradores são elementos importantes para que o data driven se transforme em parte da cultura organizacional. Quanto maior a colaboração das equipes, melhores serão os resultados.

Com a cultura instaurada, os colaboradores terão nos dados o suporte que precisam para acompanhar melhor a jornada do cliente e oferecer uma experiência diferenciada. O data driven antecipa problemas, permitindo ações preventivas para evitar a perda de clientes.

O armazenamento, coleta, compilação e interpretação de dados são de suma importância, mas perceba que as pessoas são essenciais dentro do processo. Ao aliar uma boa ferramenta de automação à inteligência do capital humano, certamente a gestão terá relatórios bem consolidados.

A cultura data driven potencializa os dados como fontes seguras para estarem no centro do negócio.Os colaboradores e lideranças são responsáveis por fazer com que essa engrenagem funcione em um ritmo padronizado em todos os setores.

Quais as vantagens do Data Driven para seu negócio? 

Ao utilizar o data driven, os benefícios serão percebidos em médio e longo prazos, considerando as decisões tomadas após a análise de um período. Entre as vantagens mais expressivas estão:

  • melhora da tomada de decisões;
  • otimização de processos;
  • estratégia mais personalizada;
  • maior capacidade preditiva;
  • aumento da fidelização. 

Como aplicar o conceito na empresa?

A aplicação do data driven é um processo descomplicado, mas exige planejamento e uma ferramenta de automação integrada com todo o suporte necessário para fornecer os dados relevantes e produzir relatórios consistentes.

Para obter as informações que você deseja e tomar decisões conscientes, veja alguns passos imprescindíveis para fazer do data driven a ferramenta adequada!

Uso de fontes primárias e secundárias

As fontes primárias são resultantes dos dados extraídos de pesquisas e formulários que envolvem os consumidores e clientes. Já as fontes secundárias são tudo o que pode ser mapeado como canais de interação, mídias sociais, áreas de busca e compras online. 

O objetivo é usar todos os recursos e mecanismos possíveis para coletar dados que possam ser analisados. Assim, com o conceito data driven é possível ter um parâmetro completo sobre o comportamento, necessidades, hábitos e preferências dos clientes.

Foco no core business

Qual é a essência do seu negócio? É fundamental definir o que é mais importante para a empresa, o que direciona para dados mais específicos. Logo, é preciso identificar onde as estratégias serão aplicadas com mais ênfase depois de analisados os dados de performance.

Entre as incontáveis situações hipotéticas podemos exemplificar a concorrência, a qualidade no atendimento ao cliente, a melhoria do produto ou serviço, entre outros. São aspectos que requerem abordagens diferentes e, por isso, você deve decidir o que é, de fato, importante.

Preferência e necessidade dos clientes

A satisfação do cliente vai além de ter bons produtos e serviços, uma vez que no mercado o número de ofertas é grande e o consumidor tem um direito de fazer escolhas. É preciso, então, analisar os dados observando se os anseios dos clientes foram atendidos e onde é possível melhorar o desempenho.

Os dados servem para sinalizar a capacidade da empresa de corresponder às expectativas de acordo com o perfil comportamental do seu público. Considere as preferências e exigências para nortear suas análises, levando em conta a percepção dos clientes.

Indicadores para aprimoramento do conceito

Os indicadores revelam diversos insights para a gestão, uma vez que reúnem dados importantes conforme as operações da empresa. São eles que permitem mensurar e analisar resultados para fechar um diagnóstico mais completo, bem como direcionar os pontos a serem melhorados.

Essa é uma das boas formas de colocar o conceito data driven em prática, ou seja, concentrar a atenção em métricas mensuráveis e não apenas levantar dados aleatórios. O data driven, por sinal, funcionará corretamente com uma combinação de uso do big data, business intelligence e uma ferramenta de gestão integrada.

Uma plataforma multicanal pode ser bastante eficiente nesse processo, ao fornecer relatórios inteligentes em tempo real. Assim, ao aplicar o data driven, a gestão não perde tempo em identificar um problema e fazer intervenções corretivas imediatas.

A excelência no atendimento ao cliente é um dos bens mais preciosos de uma empresa, o que exige um olhar apurado das equipes e gestores para evitar situações como longa espera, perda de chamadas e registros incompletos.

Com o data driven você tem a oportunidade de mensurar as reclamações e identificar se dentro da base de clientes existem mais promotores do que detratores. O NPS — Net Promoter Score pode ser considerado, inclusive, uma ferramenta data driven.

Antes de prospectar novos clientes, o uso de dados permite reorganizar os processos, encantar os ativos e torná-los fidelizados a ponto de recomendarem naturalmente sua empresa para parentes e amigos.

Como você viu, não importa o tamanho da sua empresa, e sim seu potencial de crescimento, desde que a cultura digital e de inovação se façam presentes no dia a dia. Por isso, com o data driven você consegue dar ênfase total aos dados mais relevantes para ajudar a gestão a entender o cenário atual e as oportunidades do futuro.

Se você gostou do post, aproveite a visita e saiba como escolher uma plataforma de atendimento ao cliente que permita a integração e o armazenamento de dados para colocar em prática o conceito data driven!

Clique em nossas redes sociais e acesse mais conteúdo para você se atualizar! FacebookInstagramLinkedInYouTube e WhatsApp 

Você também pode gostar

Deixe um comentário