Aprenda a implementar uma cultura de feedback na sua empresa

Cultura de Feedback
6 minutos para ler

Uma cultura de feedback sólida é um importante instrumento de gestão que ajuda a aprimorar os processos e melhorar o relacionamento entre equipes e lideranças — oferecer e receber feedbacks é uma forma de saber o que está dando certo ou errado.

A rotina diária muitas vezes impede que a comunicação seja clara e objetiva. Com isso, alguns aspectos passam despercebidos e podem afetar o desempenho da equipe e da empresa no futuro.

O objetivo deste post é explicar o que é e como funciona a cultura de feedback, além de apresentar os benefícios da prática para o negócio. Continue com a gente e veja como implementar na sua empresa!

O que é e como funciona a cultura de feedback?

A cultura de feedback é uma prática que consiste no retorno sobre ações e resultados, positivos ou negativos, que pode ser fornecido ou recebido no ambiente profissional, entre os mais diversos níveis hierárquicos.

Dessa forma, o feedback pode se dar da liderança para seus liderados, assim como dos liderados para sua gestão imediata, como forma de tornar claras as percepções sobre fatores que, de alguma forma, impactam o ambiente e o relacionamento.

Embora seja altamente eficiente, não é uma prática comum e confortável dentro das empresas. Um feedback mal construído e direcionado pode ter um efeito reverso, afetar ambiente e gerar um clima organizacional ruim.

Um dos principais recursos para criar embasamento de um feedback é a avaliação de desempenho. Com ela é possível elaborar diagnósticos sobre comportamentos e sentimentos que não ficam evidentes no dia a dia.

Quais os benefícios da cultura de feedback para o seu negócio?

Um feedback voltado para a prevenção das ocorrências que tenha como fundamento uma devolutiva otimista, com o intuito de orientar e direcionar a execução do trabalho, pode gerar resultados significativos para a empresa ter sucesso.

Ele ajuda colaboradores e gestores a entenderem onde, possivelmente, estão errando e convida a todos para, de forma colaborativa, encontrar soluções efetivas para os problemas.

Com uma visão transparente e positiva sobre o que pode ser corrigido, a tendência é ver um aumento natural da produtividade em função de uma comunicação sem ruídos ou dificuldades de relacionamento entre equipes e gestores.

Como implementar a cultura de feedback na sua empresa?

O feedback é um processo que pode gerar medo e apreensão, por isso, é importante implementar de forma cultural e permanente. Antes de aplicar o feedback, é relevante comunicar internamente a intenção da empresa de formalizar a prática.

Deixe que os funcionários saibam como será aplicado e seja o primeiro a dar um feedback para servir de exemplo a ser seguido pelos outros. Para “quebrar o gelo”, peça feedbacks da equipe e colegas de trabalho após treinamento ou alguma ação.

A troca de feedback vai desmistificar a ideia de que se trata de algo punitivo e julgador, dando lugar a um momento de clareza que reforma o desejo de caminhar juntos na mesma direção, alinhando necessidades pessoais e objetivos da empresa.

Todos dentro da empresa devem ter o feedback como parte da cultura, ou seja, algo natural e construtivo, que contribui para melhorias contínuas. Profissionais motivados e engajados enxergam no feedback oportunidades reais de crescimento.

Entretanto, nem todos perceberão da mesma maneira. Por isso, é importante desenhar todo o processo e prevenir sobre dúvidas, reações e comportamentos contrários a um cenário de evolução.

O feedback é, inclusive, uma ferramenta para identificar perfis e saber se os profissionais estão felizes e sintonizados com a filosofia da empresa. Caso contrário, será necessário proporcionar treinamentos ou pensar em soluções para resolver os problemas.

Como dar um feedback assertivo?

Um bom feedback não pode ser fornecido ou recebido aleatoriamente, principalmente, se ele fizer apontamentos mais negativos que positivos. Trouxemos algumas dicas para você preparar as devolutivas e acertar na abordagem!

Seja empático

O feedback quando usado para apontar falhas, não deixa de ser uma crítica. Por isso, colocar-se no lugar de quem vai receber as informações é essencial para determinar o tom e a forma de abordagem.

Seja empático e demonstre compreensão, com apontamentos para melhoria sem, contudo, deixar de evidenciar os pontos positivos e valorizar sua capacidade de evolução. Afinal, o profissional não estaria na sua empresa se não contribuísse para o crescimento do negócio.

Tenha clareza

Seja direto, claro e cordial na hora do feedback. O rodeio só aumenta a tensão e cria dificuldades de diálogo. Considere seguir um roteiro para não se perder em meio às informações e ser consistente durante toda a conversa.

O colaborador precisa sentir que o objetivo da empresa é corrigir as falhas para melhorar os resultados. A transparência ajuda a estabelecer a confiança e desejo de eliminar os erros para focar nos acertos.

Apresente o contexto e explique o problema

Ao fornecer um feedback, apresente junto o cenário em que o problema foi gerado. É importante contextualizar a ação para que o colaborador entenda onde exatamente está errando e tenha uma visão detalhada do que deve ser corrigido.

É fundamental que ele saiba sobre as possíveis consequências e impactos financeiros acarretados pelo baixo desempenho das suas atividades. Em muitos casos, os erros são involuntários e precisam de direcionamento para serem identificados.  

Proponha alguma solução ou ofereça ajuda

É crucial fornecer feedbacks e oferecer apoio para o colaborador encontrar soluções e respostas para os problemas apontados. O gestor ou líder tem um papel de responsabilidade, afinal, pode ser que não tenha acompanhado o trabalho da equipe corretamente.

Deixe claro que a ideia é trabalhar em conjunto para formar uma equipe de excelência. Se tiver em mente soluções concretas para o fato gerador do feedback, não hesite em compartilhar com seu liderado para acelerar as ações de melhorias.

A cultura de feedback pode ser um divisor na forma como a empresa conduz a gestão de pessoas. Com ela devidamente implementada é possível que a organização alcance vantagem competitiva em um lugar diferenciado no mercado.

Gostou do post? Que tal aproveitar a visita em nosso blog e saber como gerenciar sua equipe em tempos de crise e obter os melhores resultados?

Você também pode gostar

Deixe um comentário