Como uma plataforma omnichannel favorece a comunicação nas Edtechs

Sumário

A tecnologia segue revolucionando o mundo e a área da educação é uma das mais impactadas pela inovação. Prova disso é o surgimento de um conceito ainda novo, as startups que unem educação e tecnologia a favor do conhecimento, chamadas edtechs.

O propósito é tornar o setor cada vez mais tecnológico com o uso de aplicações como inteligência artificial, realidade aumentada e virtual. Para isso é preciso contar com soluções que sejam capazes de suportar essa evolução e garantir um atendimento de qualidade.

Neste post, você vai entender o conceito e funcionamento de uma edtech, bem como as contribuições de uma plataforma multicanal.

Continue lendo e veja alguns exemplos de edtechs que estão se destacando no mercado educacional brasileiro!

O que é uma edtech?

É o termo usado para denominar as startups criadoras de soluções para a área da educação, softwares ou hardwares. A ideia é proporcionar meios de aprendizado tanto para os professores quanto para os alunos.

Unindo duas vertentes fundamentais — Education + Technology —, as edtechs investem na inovação como modelo de aprendizagem. Assim, os modelos desenvolvidos englobam soluções de ensino-aprendizagem, bem como de atividades administrativas e operacionais.

Como funciona esse conceito?

A tecnologia é o meio de funcionamento das edtechs, em que seja possível realizar atividades práticas e teóricas com foco no aprendizado. Em síntese, uma edtech pode desenvolver diversos produtos, como:

  • sistema de gestão escolar;
  • games;
  • simuladores;
  • plataforma educativa;
  • robótica,
  • metodologias de treinamento corporativo.

Como uma plataforma omnichannel pode ajudar?

A tecnologia educacional tem um leque amplo de possibilidades que as edtechs vêm explorando para melhorar ainda mais as entregas do setor. Com isso, a aprendizagem vai se tornando ainda mais personalizada, com resultados positivos e promissores.

Na parte operacional, integrar soluções pode ajudar a equipe operacional a melhorar o fluxo de trabalho na rotina. Isso porque os diversos canais de atendimento dão vazão às demandas, evitando filas de espera de professores ou alunos — é preciso que o atendimento acompanhe esse progresso de inovação.

Além disso, uma plataforma omnichannel oferece todo o suporte que a gestão precisa para acompanhar de perto as atividades e tomar decisões mais seguras. Os dados e informações centralizados, indicadores e relatórios permitem gerenciar qualquer modalidade, da educação infantil à corporativa.

Se edtechs são fruto da junção de tecnologia e educação e as plataformas omnichannel da centralização de canais de atendimento, essa é uma parceria que pode proporcionar uma experiência única e diferenciada ao público educacional.

Quais são as principais edtechs brasileiras?

Algumas edtechs estão se destacando e se consolidando no cenário brasileiro, em um mercado crescente, que promete melhorias significativas ao longo do tempo. Listamos as principais e suas contribuições no setor da educação. Confira!

Descomplica

Surgida em 2011 com a proposta de tornar o ensino mais acessível sem perder a qualidade, a Descomplica é uma das maiores plataformas de ensino online do país.

A plataforma é 100% digital, podendo servir a diversos níveis de aprendizado, como pré-vestibular, cursos livres, graduação e pós-graduação. Dessa forma, a edtech consegue também desenvolver produtos corporativos de modo personalizado.

Brain Academy

Fundada em 2017 com o objetivo de orientar os profissionais da área da saúde em relação à saúde mental, com foco nas doenças emocionais. Assim, a Brain Academy desenvolve metodologias de inteligência socioemocional para capacitar crianças, jovens e adultos a manterem equilibrados corpo, emoção e mente.

Mundo 4D

O desenvolvimento de metodologias para as áreas de Ciências, Tecnologia, Artes, Engenharia e Matemática colocou a Mundo 4D em destaque no mercado. As diversas faixas etárias têm acesso a um ensino altamente tecnológico e inovador, afinal, a tecnologia precisa ser democratica e inclusiva.

Gama Academy

A ideia da edtech Gama Academy, surgida em 2016, é capacitar pessoas interessadas em atuar com profissionais em áreas como programação, design, marketing e vendas, consideradas profissões do futuro.

Na jornada de aprendizagem, a startup se preocupa em incluir o desenvolvimento das habilidades comportamentais mais exigidas no mercado digital. Paralelo ao estudo técnico, o aluno tem a oportunidade de identificar e aprimorar as soft skills essenciais.

Finalmente, considerando o crescimento de 26% das edtechs durante a pandemia e a mudança de comportamento das pessoas que estão cada vez mais digitais, ou seja, a tendência é que esse seja um modelo de startups que dominará o mercado educacional nos próximos anos.

Se você gostou de saber sobre as revoluções da tecnologia para a área da educação, aproveite para conhecer os benefícios do uso de chatbots no setor de atendimento!

Siga nossas redes sociais: FacebookInstagramLinkedInYouTube e WhatsApp!

Plataforma Escallo
Veja também:
Blog Futurotec | Conteúdos criativos e exclusivos Saiba tudo sobre governança, tecnologia, criatividade e outros assuntos do meio corporativo no nosso Blog.
Você também pode gostar

Sumário

Compartilhe

Não perca nenhuma novidade! Assine nossa newsletter.
Não mandaremos spam!
REVOLUCIONE SEU ATENDIMENTO

Sumário

Obrigado 👏🏻 por assinar 🎉 nossa newsletter! 🥳