4 estatísticas que reforçam como os omniconsumidores têm marcado presença

6 minutos para ler

Você já ouviu falar nos omniconsumidores? Trata-se de um termo usado para identificar o perfil de consumidor que se tornou o protagonista do seu próprio consumo. Isso quer dizer que ele interage em todos os canais de vendas e busca a melhor experiência em todas elas. 

Durante a pandemia, o comportamento do consumidor, que já vinha passando por mudanças, se transformou mais ainda. Agora, o público, de modo geral, interage, interfere, avalia, indica e pode ter uma opinião definitiva e determinante.

A tendência é que, cada vez mais, os omniconsumidores assumam o controle da decisão sobre a aquisição de produtos ou serviços. Prova disso são os números que mostram a evolução desse comportamento. Trouxemos, neste post, 4 estatísticas para você conferir e ficar por dentro das novidades!

Omniconsumidores: quem são eles?

O termo omni que vem do latim, quer dizer “tudo”, “para todos”, “de todo tipo”. E quando associado à palavra “consumidores”, traz a ideia de uma experiência total e completa. 

São figuras que utilizam todos os canais e recursos tecnológicos para buscar o que precisam e se conectar com as marcas. Eles têm maior domínio sobre a decisão de compra, pois conseguem filtrar o que interessa e escolher o que faz mais sentido para suas necessidades.

Com isso, tem sido difícil para as empresas determinar um público-alvo e criar estratégias definidas para certo tipo de perfil. O consumidor da atualidade é plural e flexível em relação ao estilo de vida, preferências, experiências e até mesmo necessidades. 

Os omniconsumidores são antenados, conectados e se mantêm bem-informados para ter embasamento em suas decisões. Eles podem resolver questões pela internet ou se deslocar até o espaço físico, desde que seja uma ação favorável tanto para o seu tempo quanto para o seu bolso.

Quais são as principais tendências desse conceito? Veja 4 estatísticas para ficar de olho

Se antes as marcas faziam grande esforço para definir o público-alvo, chegar até o consumidor e implementar ações para torná-lo cliente, essa realidade mudou um pouco. Ainda é preciso “vender” o negócio, mas por meio de estratégias diferenciadas para ter vantagem sobre a concorrência. 

Não é fácil convencer os omniconsumidores, uma vez que estamos falando de um público que não só pesquisa, mas procura entender a fundo sobre os produtos e serviços. São pessoas que não se importam em “perder um tempo” buscando as melhores alternativas do mercado.

Selecionamos 4 estatísticas para mostrar que esse é um perfil de consumidor que vem marcando presença no mercado e chegou para ficar!

1. 74% dos brasileiros usam redes sociais para compras

Se antes da pandemia o consumo online já se mostrava promissor com a intensificação das vendas pelas redes sociais, com o isolamento o que era tendência se tornou realidade, sendo que a maioria recorre ao Google Shopping (61%), Facebook (61%), Instagram (50%) e ao WhatsApp (37%). 

Os consumidores que realizam compras pela internet, sobretudo, as redes sociais, cresceram exponencialmente. A comodidade de acesso a qualquer hora do dia e da noite, com recebimento da mercadoria em casa, tornou-se um dos principais motivos dessa mudança. 

Além disso, as lojas, sem a necessidade de manter um estoque robusto ou uma equipe ampla de vendas, consegue praticar preços melhores, o que reflete positivamente no cliente, daí outra motivação para a preferência das compras online.

2. 56% aderiram às redes sociais para pesquisar sobre produtos com o intuito de ter acesso às avaliações de outros compradores

Imagine ter a possibilidade de conhecer sobre a qualidade de um produto ou serviço antes mesmo de efetivar a compra ou contratação. Os omniconsumidores têm a vantagem de participar ativamente das redes sociais e conferir nos comentários o que outros consumidores acharam da experiência que tiveram.

Assim, eles realizam compras mais seguras, com menor risco de insatisfação ou necessidade de troca. Sobre os serviços, os relatos de referência de qualidade, agilidade no atendimento e resolução imediata dos problemas são fatores que ajudam na escolha.

3. Dos 86% que têm o costume de consumir online, 74% o fazem pelos sites e aplicativos, 18% nas lojas físicas e 8% pelas redes sociais

Se omni faz referência ao todo, no cenário mercadológico quer dizer que todos os canais — físico e online — estão disponíveis para o consumidor e ele tem total liberdade para escolher por onde deseja ser atendido em empresas que priorizam o atendimento multicanal.

Os dados mostram uma preferência pelos sites e aplicativos, seguidos de lojas físicas e redes sociais. A julgar pelo que vai avançando de tendência a uma prática recorrente, todos devem estar preparados para oferecer a mesma experiência, de modo que não se perceba a diferença para atendimento presencial ou online.

4. 72% dos empreendedores brasileiros que possuem lojas e empresas de pequeno porte aderiram ao WhatsApp Empresarial

Isso quer dizer que se as empresas estão aderindo a esse canal para prestar serviços ou fechar negócio, é porque existe demanda. A popularidade do WhatsApp no Brasil é grande, considerando os mais de 120 milhões de usuários brasileiros no total de 2 bilhões no mundo inteiro.

Com a versão Business é possível implementar ferramentas de bot, com base na inteligência artificial, e disponibilizar o canal para atendimento que não exija a interação com um agente humano, por exemplo.

Assim, o atendimento pode ser iniciado pelo aplicativo, continuado pelo telefone e finalizado presencialmente. É o caso de solicitação de faturas, agendamento de horários e comparecimento para retirada de um produto ou atendimento de uma consulta — um canal disponível para todo tipo de segmento.

Como você viu, os omniconsumidores ganharam esse título devido à facilidade de passear pelos diversos canais e interagir em cada um deles. Cabe às empresas se adaptarem o quanto antes para não perderem espaço no mercado e conquistarem esse público tão exigente.

Se você gostou deste post, aproveite a visita para conferir mais um conteúdo interessante, dessa vez para saber como tirar proveito dos bots no WhatsApp e impulsionar suas vendas!

Siga nossas redes sociais: FacebookInstagramLinkedInYouTube e WhatsApp!

Plataforma Escallo
Você também pode gostar

Deixe um comentário